Vamos aprender um pouco mais…

Vamos aprender um pouco mais…

março 20, 2020

Diferenças cerebrais depois de praticar a meditação mindfulness

Uma neurocientista da Escola de Medicina de Harvard e do Hospital Geral de Massachusetts, Sara Lazar, procurou explorar os benefícios da meditação e da atenção plena através de exames cerebrais.

 O que ela aprendeu?

Meditação e práticas similares podem melhorar, expandir e mudar seu cérebro. As descobertas de meditadores de Lazar foram profundas: com o tempo, seus sentidos se tornam aprimorados. Com a meditação regular eles experimentam melhor a tomada de decisão executiva.

Se mais jovens ou mais velhos, os participantes mostraram aumento da massa cinzenta no córtex pré-frontal.

O cérebro de novos meditadores engrossou após oito semanas nas áreas do cérebro que atendem à autorregulância, aprendizagem, cognição, memória, regulação emocional, adotando perspectivas, empatia, compaixão e a produção de neurotransmissores reguladores.

As áreas dos cérebros dos novos mediadores relacionadas à ansiedade, medo e estresse se tornaram menores ao longo do tempo. Esforços científicos contínuos, perspectivas de pesquisa e metodologias destinadas a provar os benefícios da meditação e mindfulness melhoraram drasticamente.

 

Para quais doenças essa meditação pode ser aplicada

Marcelo Demarzo, médico especialista em mindfulness, explica que, embora tenha a ver com meditação o mindfulness, ao reduzir o estresse, ajuda pessoas a se tratarem em um ambiente hospitalar, por exemplo.

Ele acrescenta que em casos de ansiedade, depressão e câncer há uma significativa resposta positiva ao tratamento “Nos últimos 20 anos, o mindfulness vem sendo popularizado na Europa e nos Estados Unidos. No Brasil, começou a ser difundindo há 15 anos pelo físico e budista ordenado Stephen Little” conta.

Em países da Europa e Estados unidos colocaram mindfulness com disciplina obrigatória.

Mindfulness diz ele, é uma psicoterapia de terceira geração, com uma importante base científica, fundamentada em práticas meditativas orientais adaptadas a um cenário secular e universal, sem qualquer orientação religiosa específica.

 

Qual melhoria essa meditação propõe para essas doenças

Especialistas garantem que os resultados nos tratamentos médicos com o mindfulness chegam de 30% a 40% de sucesso, em média. Em casos de depressão, cai em 50% os retornos das temidas crises depressivas. Além disso, o paciente saberá lidar melhor com os retornos, tanto da depressão quanto das crises de ansiedade. Em dores crônicas, ele aprenderá a conviver da melhor forma com o problema.

 

Como incorporar o mindfulness na rotina

Ao respirar

A mente tende a divagar afastando a nossa atenção do corpo. Quando focamos no ar entrando e saindo (não precisa controlar, é só observar mesmo) corpo e mente se conectam, nos trazendo de volta para o momento presente.

Ao caminhar

Pode ser no local de trabalho, em casa ou na rua com a consciência ao presente, andar com consciência e atenção nas passadas.

Ao tomar banho

Está aí um ambiente perfeitamente seguro para a prática. Em vez de se ocupar pensando na lista de afazeres ou falando sozinho, aproveite para notar seus movimentos e sensações, como a água em contato com a pele.

 

Saiba mais

Aqui mesmo, em nosso blog  Benefícios da Meditação. Leia também nosso artigo Meditar, vamos entender seu significado?

Veja que ótima notícia, aqui do Brasil:

O conceito de meditação mindfulness ficou popular no universo de empresas moderninhas como maneira de aumentar o foco e a produtividade no ambiente de trabalho, além de trazer bem estar para os funcionários. A onda acabou saindo dos tapetinhos de yoga e das mesas de escritório e invadindo também escolas primárias, com objetivos parecidos do mundo empresarial: melhorar o rendimento dos alunos de uma maneira saudável.

Leia mais… Meditação para crianças: escolas incorporam técnicas de mindfulness.

E para finalizar, um presente super útil para ajudar você a se organizar na sua prática meditativa, nosso e-book, um verdadeiro manual para ajudar você a fazer da meditação uma rotina muito agradável. É só preencher o formulário e fazer o download agora mesmo, gratuitamente!

 

Considerações Finais

É importante ressaltar que mindfulness não opera milagres. De acordo com Vanessa Scott, os benefícios não acontecem da noite para o dia e requerem muita disciplina, temos que praticar diariamente, diz ela: “Não seria ótimo se conseguíssemos um corpo dos nossos sonhos em apenas um dia de academia? Você sabe muito bem que os benefícios de qualquer prática na academia, caminhada, ou corrida, requerem disciplina e devemos praticá-los diariamente! Porém, uma vez que você conseguir fazer da meditação um hábito diário, não conseguirá mais passar um dia sem praticar. Garanto isso para você” Afirma Vanessa Scott.

A grande “revolução mindfulness”, como nomeou a revista americana Time em 2014, parece estar em devolver às pessoas sua parcela de responsabilidade pela própria saúde. Adotar as técnicas de atenção plena equivale a englobar a atividade física na rotina – demanda força de vontade, disposição e empenho.

Deixe uma resposta

avatar
  Se inscrever  
Notify of